sábado, 3 de dezembro de 2011

Final de semana maravilhoso!

A anciedade já me tomava, a impacienia, o nervosismo....rsrs....foi uma semana que queria que chegasse logo sexta.
Porque Ele viria a Porto Alegre. Meu Dono.

Quando a sexta (25/11) finalmente chego, olhava toda hora o relogio, queria que o tempo voasse, para que chegasse a hora que eu iria busca-lo no aeroporto.
O dia estava como ele queria e gosta: calor, muito calor ... rsrs
 
Quando sai do trabalho apressada, pensava mil coisas: se ele iria gostar de Porto Alegre, se nao estranharia, se estaria confortavel. Ai ai pensamentos estavam a mil ... rs


Cheguei no aeroporto e fiquei olhando o painel, para saber se o vôo ja tinha chegado.
Não entendia nada ... rsrsrs ... Que nervoso, pensei comigo: Será que ele já chego? Será que to atrasada?
Resolvi sentar. Ficava olhando as pessoas chegando, amigos, familiares recebendo. E eu ali, esperando, nervosa.

Foi quando vi um novo grupo de passageiros chegando, e entre eles, lá estava Ele, o Dono.
Dono disse que eu não reconheceria ele, porque estava esportivo...rsrs....mas eu reconheceria Ele em qualquer lugar!
Meu sorriso se abriu, meu coração pulou, pernas amoleceram, e o calor parecia que tinha aumentado...rsrs

Na ida para o hotel, fomos de trem, mostrei alguns lugares a Ele, inclusive onde trabalho. Descemos no centro de Porto Alegre. Fui mostrando alguns pontos de Porto Alegre até chegar o hotel.
Enquanto Dono abria a mala, fui ao banho ... rsrs ...
Dono trouxe um quimono, que me emprestou para sair do banho. Sai me deitei ao lado Dele, que me abraço, conversamos, falamos sobre os planos do proximo dia.
Mas eu não parava quieta ... rs ... Quando ele começou a me tocar, me apertar ... ai ai ai ... um calor me invadiu, e como Ele mesmo diz incorporei a lualiz ... rs

Dono começou a bater na minha bunda, e cada tapa, começou a esquentar a pele, e eu fui ficando molhada, desejando mais ... Ele abriu o quimono e disse: De quatro.
Nem preciso mandar duas vezes. Ele volto a bater, uma, duas, tres, foram varios. Ate que Ele me invadiu (suspiro) , me chamava de Sua, de Sua cadela, de Sua vadia, me mandava gozar ...
E como resistir a isso?! Eu não queria mesmo ... rs
Quando Dono disse: Vem receber seu presente cadela ... escorreguei para o chão, me ajoelhei e fiz o que adoro fazer. Até o Dono me dar o que sempre me faz completa, ter certeza do prazer Dele.

Depois descansamos um pouco, e Dono disse que queria dar uma volta. Tomamos banho e saimos.
Levei Dono no Chale da Praça 15. Foi muito bom, conversamos, rimos, brincamos.
Quando voltamos para o hotel, ja era tarde. Deitamos para dormir, mas quem disse que eu conseguia...rs
Estar perto do Dono e nao sentir nada, impossivel.
Como estavamos de conchinha, peguei uma das mãos e coloquei sobre meu peito. E como Dono não é bobo, acho que percebeu minhas intenções ... rs
" Vem cadela, vem para o Seu Dono te usar "
E foi o que Ele fez.

No sabado, acordamos, tomamos cafe e nos arrumamos para sair.
Fomos no Parque Redenção, conversamos, andamos de pedalinho, rimos ... rsrs ... Dono ganho de mim no pedalinho .. rs .. Foi um passeio muito gostoso, e o dia estava lindo.


 Dono na volta do passeio estava cansado. Fiz uma massagem, nos pes, nas pernas, nas costas, ombros, para deixar relaxado. Dormi juntinho Dele.
No domingo arrumamos um pouco as coisas, porque a tardinha Dono iria embora.
Como era cedo, fomos dar uma volta no Parque Marinha. Dono gosto, disse que parecia o Parque Ibirapuera.

Quando voltamos, almoçamos, descansamos, e terminamos de arrumar o que faltava.
Coração ja ia ficando apertadinho.
Tiramos fotos, e como toda provocação tem uma consequencia ... rsrs ... Dono usou o pretinho e usou a cadela dele.

Dono tomo banho, eu tomei e fomos para o aeroporto. Conversamos, rimo, revimos as fotos que tiramos...
Quando chego a hora, nao teve como impedir que as lagrimas viessem. Dono sabe, não posso prometer nao chorar. Na hora posso tentar segurar, mas depois não tem como.
Ele me abraçou forte, falou em meu ouvido que me amava, e que a noite iriamos nos ver.
Eu fiuquei olhando até Ele entrar na porta de embarque.

Chorei, queria gritar: Fica, não vai....
Mas eu sei que Dono tem uma vida em São Paulo.

Assim voltei para casa, pelo mesmo caminho que levei Dono até o hotel. Quando olhei a mensagem que Ele me mando, sobre o final de semana que passamos juntos, agradecendo, me desmanchei mais ainda .... rsrs

So tenho a te agradecer Dono por esses dias maravilhosos, por todos os momentos maravilhosos que passamos juntos.

Te amo
Da sua sempre, {lualiz}_Dom Wolfman

3 comentários:

{khel}_Dom Shibari RS disse...

Ai Flor, seu relato me fez imaginar cada um dos passos de vcs, coisa boa estar com o Dono não? E a saudade só faz aumentar mais ainda a vontade....
bjsss e ótima semana pra ti

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Menina,

imaginando a tua felicidade ao receber em tua cidade, o teu DONO, e também a dor da partida DELE...

Mas ficam os deliciosos momentos que passaram juntos, enquanto outros próximos não chegam, certo?

;-)

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

DOM WOLFMAN disse...

Adorei cada segundo que passei com minha menina, sem exceção e em breve voltarei aos pampas para fazer td e mto mais do q fizemos, bjs do dono