sábado, 4 de fevereiro de 2012

Sublimidade do Amor...


" Na calada da noite, caminho sem direção pelas ruas vazias
Procurando nas estrelas terrenas aquele brilho que a este 
coração possa encantar
Apenas um cintilante momento que preencha a alma 
com primazia

Inútil toda a caminhada, pois estou ciente que sou 
escrava do Teu olhar
No silêncio da montanha, contemplava o exuberante 
e leve vôo do gavião
Quando pensei em agarra na ponta do vendo para 
vagar em suas fascinantes delícias.



Percorrendo uma doce realidade indistinta da 
mais quimérica ilusão 
Mas a mente trouxe-me de volta porque eu já era uma 
prisioneira de Tuas carícias
Na grandexa do oceano das fantasias, alcei a vela para 
velejar espontãnea até o horizonte

Buscando aquela graciosa liberdade que não necessita 
de nenhum esconderijo
E que entre os veneráveis desejjos e a divindade de 
minha essência formam uma ponte
Mas as suits lufadas da paixão trouxeram-me de volta
porque sou refém dos Teus beijos




No encantamento de um fim de tarde, deliciava-me 
com a sedutora aquarela do acaso
Sentia-me plena com os raios de sol e fervoroso como 
suas inebriantes pulsações
Ciente de que a unidade entre o astro-rei e o fulgor de 
meus olhos não era um fortuito acaso
 
Mas as primeiras estrelas regressaram-me ao lar porque 
eu era cúmplice de Tuas seduções.
Na exuberância do amanhecer, adentrei o inesquecível 
vale dos sonhos para vagar pelas fantasias do infinito.



Onde os pássaros conversam com as árvores e o home 
beija o coração de uma flor
Naquele inebriante espaço onde tudo é simples e, 
na simplicidade, tudo é raramente bonito
Mas o aroma de Tua presença trouxe-me de volta p
orque, mesmo livre, eu tinha sido setenciada pela
sublimidade do Teu amor. "


Com meu carinho, entrega e amor
Sua sempre, {lualiz}_Dom Wolfman

Um comentário:

Tah disse...

Amiga querida ...
passando pra dizer q seu blog esta sempre lindo e maravilhoso

bjossssssssss